APÓS CARNAVAL, AEROPORTO SALVADOR BAHIA ATINGE PICO DE OBRAS

APÓS CARNAVAL, AEROPORTO SALVADOR BAHIA ATINGE PICO DE OBRAS

Com o fim da alta temporada, culminada com o Carnaval, o Aeroporto Salvador Bahia entra no pico de obras. O número total de trabalhadores passou de 1.055 para 1.200. 56% das intervenções já estão concluídas.

A reforma dos balcões de check-in será retomada em março.  A previsão é de que até o mês de agosto todas as posições estejam em formato linha, o que amplia o espaço disponível para a circulação de passageiros e agiliza o fluxo dentro do Terminal.

O corredor entre os pré-embarques doméstico e internacional será a próxima área a receber intervenções. O corredor será deslocado de forma a proporcionar mais espaço e comodidade aos passageiros que estarão na área restrita de embarque. Também haverá renovação da infraestrutura, como troca dos sistemas elétrico e de refrigeração, substituição das lâmpadas convencionais por LED e instalação de sistema de detecção e combate a incêndio.

Entregas

Ao final do mês de março, o novo conjunto de quatro elevadores e quatro escadas rolantes próximo à Praça de Alimentação será liberado para os usuários. Mais velozes, os elevadores terão capacidade para até 26 pessoas, recursos para a economia de energia e a sustentabilidade, além de iluminação LED com sensores automáticos de funcionamento. Até o fim da primeira etapa das obras, serão 11 elevadores e nove escadas rolantes do novo modelo.

Com os novos equipamentos, a circulação entre os andares irá melhorar. Dois elevadores transportarão exclusivamente passageiros entre o térreo e o primeiro andar, possibilitando um acesso rápido à área de check-in. Outros dois farão o deslocamento entre o primeiro e o segundo andar, levando os passageiros às áreas de pré-embarque doméstico e internacional. A mudança trará mais agilidade às viagens.

Após a instalação dos novos elevadores e escadas rolantes, os equipamentos antigos serão retirados e a estrutura ocupada por eles, demolida. O espaço que ficará livre será aproveitado para ampliar a Praça de Alimentação em 40%, na segunda fase das obras.

Em abril, os passageiros sentirão mudanças significativas no Terminal. O pré-embarque doméstico passará a ser realizado no segundo andar, em vez de no primeiro. Uma área foi reformada exclusivamente para atender esta mudança de fluxo.  

No mês de agosto, os pré-embarques doméstico e internacional serão unificados, seguindo uma tendência mundial no setor de aeroportos. Com o aumento do número de canais de inspeção, o fluxo de passageiros ficará mais ágil no Aeroporto Salvador Bahia. Outra melhoria realizada foi a reforma de dois portões de embarque em março (que estavam inoperantes), com a recuperação dos fingers (pontes de embarque). 

Ainda em abril, estará liberada também parte da área de expansão do Aeroporto, onde ficarão concentradas futuramente novas opções comerciais para os passageiros, tanto de alimentação, como de varejo e serviços. Serão 2 mil metros quadrados dentro da área de embarque ocupados por um mix comercial que contempla uma loja do tipo Duty Paid, concentrando marcas internacionais e nacionais, e outros estabelecimentos. As lojas entrarão em funcionamento progressivamente ao longo do ano.

Após realizadas as obras de preparação da infraestrutura, a nova Central de Água Gelada (CAG) entra em funcionamento em meados de abril. O equipamento, fundamental para o funcionamento do sistema de refrigeração, é mais eficiente e vai permitir a redução do consumo energético. Ele também é capaz de ajustar automaticamente temperatura de acordo com a demanda do Terminal.

Sobre as obras
O Aeroporto Salvador Bahia passa por obras de modernização e ampliação desde abril de 2018. As intervenções contemplam melhorias previstas no Contrato de Concessão e outras de iniciativa própria da VINCI Airports.

Conforme está descrito no contrato, as obras estão divididas em duas fases:

- 1B - concentra 90% das intervenções solicitadas pela ANAC e vai até o dia 31 de outubro de 2019
- 1C - será executada entre 1 de novembro de 2019 e 31 de outubro de 2021

A fase 1B das obras no Aeroporto foi iniciada em abril de 2018 e já teve 56% dos trabalhos concluídos. Nesta primeira etapa, estão sendo investidos cerca de 700 milhões de reais, entre recursos próprios e aqueles advindos de um contrato de financiamento com o BNB.

Das intervenções previstas, já foi entregue:
Reforma de faixa de pista da pista auxiliar e das taxiways, que inclui adequação da pista auxiliar às normativas internacionais, expansão da infraestrutura das pistas de taxiamento componentes do sistema, além da construção de área de segurança de fim de pista (RESA).
Reforma de todas as subestações de energia com painéis modernos e automáticos e aquisição de novos grupos geradores, trazendo mais confiabilidade ao sistema (não prevista no Contrato de Concessão).
Nova área de escritórios e balcões de vendas das companhias aéreas e 60% do check-in em novo layout.
Estação de Tratamento de Efluentes modulável e com 99% de eficiência (não prevista no Contrato de Concessão).
Dois dos 13 novos conjuntos de banheiros e bebedouros, refrigerados e com novo padrão de identidade visual (não prevista no Contrato de Concessão).
Troca de iluminação convencional por LED em todas as áreas já reformadas (não prevista no Contrato de Concessão).

Até o final do ano serão entregues:
Área de expansão (22 mil m²) com nova infraestrutura comercial e novo píer com 6 pontes de embarque
Reforma da pista principal, incluindo recapeamento, melhorias no acostamento e na sinalização horizontal, ajustes na faixa de pista e implantação da área de segurança de fim de pista (RESA).
Novo sistema de manuseio de bagagem e inspeção de segurança
Ampliação do pátio de estacionamento das aeronaves em 29.000 m²
Renovação do sistema de refrigeração, o que inclui instalação de novos chillers, Central de Água Gelada (CAG) e tubulação de ar-condicionado
Reforma e climatização das nove pontes de embarque existentes, trazendo mais conforto e segurança operacional (não prevista no Contrato de Concessão).
Instalação de novo sistema de detecção e combate a incêndio (não prevista no Contrato de Concessão).
Central de Resíduos Sólidos, sistema de água de reuso e painéis fotovoltaicos (não previsto no Contrato de Concessão).

Para a fase 1C estão previstos:

Ampliação e retrofit da Praça de Alimentação (não prevista no Contrato de Concessão)
Instalação de duas novas pontes de embarque
Construção de mais dez posições de check-in

Sobre o Aeroporto Salvador Bahia

Localizado na capital baiana e primeira capital brasileira, o Aeroporto Salvador Bahia está na lista dos dez aeroportos mais movimentados do país. Durante o ano de 2018, mais de 8 milhões de passageiros viajaram pelo terminal para cerca de 30 destinos com ligação direta, entre domésticos e internacionais.
O Aeroporto Salvador Bahia foi integrado à rede VINCI Airports em 2 de janeiro de 2018, através de um Contrato de Concessão com duração até 2047. Visando oferecer uma melhor experiência aos seus passageiros e um melhor serviço às companhias aéreas, a VINCI Airports deu início a um ambicioso plano de investimentos para modernizar e ampliar o aeroporto. A primeira fase das obras, que inclui a construção de uma nova área de 20.000 m² e a remodelação do terminal existente, estará concluída em outubro de 2019.