AOS HERÓIS QUE NÃO VEMOS

AOS HERÓIS QUE NÃO VEMOS

A prevenção e o combate à pandemia COVID-19 tornaram-se o foco de atenção nos mais diversos segmentos nos últimos dias. Profissionais de saúde, cientistas, autoridades públicas, empresários e imprensa atuam, dentro das suas competências, para equalizar a crise que silenciou as ruas das cidades. Como a sétima arte, que nos traz enredos com vários protagonistas, a luta contra o coronavírus se anuncia como uma obra, cujo grande objetivo é equalizar um problema sanitário e social. Para isso é necessário contar com vários personagens e registrar a importância de cada indivíduo envolvido nesta luta.


É neste contexto que estão inseridos centenas de colaboradores que, nos bastidores, atuam dia e noite no Aeroporto de Salvador. Aqueles que, mesmo em uma época de voos cancelados e saguão vazio, se dedicam para manter a estrutura apta para dias melhores ou ainda para abastecer setores que, no olho do furacão, precisam permanecer fortes e atuantes. É graças a cada trabalhador que, corajosamente, sai de casa todos os dias que, entre outras, as indústrias farmacêutica e alimentícia (responsáveis por suprirem necessidades primárias dos seres humanos) permanecem funcionando. De histórias e lembranças que vêm e vão a frutas e maquinário pesado, o aeródromo é responsável por conectar pessoas e manter importantes setores da cadeia produtiva no estado.


Com intuito de continuar agregando valor – não apenas o comercial, mas das relações – a sensação de segurança, acolhimento, sinergia e disposição para seguir em frente que o Salvador Bahia Airport reconhece e agradece o empenho de toda a comunidade aeroportuária nesse momento.


Àqueles que cuidadosamente higienizam as áreas de uso coletivo, aos times de operações e terminal de passageiros que recepcionam voos garantindo que pessoas que não estão nas suas respectivas cidades, estados e países voltem às suas casas, aos que cuidam da Tecnologia da Informação, da comunicação com as mais diversas áreas, aos seguranças que nos guarnecem e a todos os demais, que emprestam a sua força física e intelectual para o bem do estado e do país, é que reforçamos que nosso bem mais precioso são vocês, nossas pessoas.


Em tempos de manter o distanciamento físico para evitar contrair o vírus, somos levados a conectar o pensamento em processos de reflexão e assim agradecer para promover a manutenção do respeito e do cuidado com o outro. Agradecer para valorizar o ser humano e suas competências. Agradecer para lembrarmos até onde chegamos e para onde iremos. Agradecer para superarmos este momento nos olhando com mais atenção, ouvindo o outro com mais cuidado, dando e recebendo abraços mais calorosos, reconhecendo a riqueza que existe na essência de cada profissional e na entrega do seu trabalho. Agradecer aos heróis que não vemos, mas estão presentes minimizando as dores e as adversidades.